Precisa de um Planta?

Se precisar de uma planta que ainda não temos, entre contato conosco que o mais breve possível lhe responderemos. 

Fields marked with an * are required

Planta do Aeronca

Loading Captcha...
If it doesn't load, please disable Adblock!

Aeronca, contração de Aeronautical Corporation of America, localizada em Middletown, Ohio, é uma fabricante estadunidense de componentes de motor e de estruturas mecânicas de aeronaves, para a aviação comercial e para a indústria de defesa. Nos anos 30 e 40 foi a maior produtora da aviação geral de aeronaves, e também produziu os motores para alguns dos primeiros projetos. A Aeronca hoje faz parte de uma divisão da Magellan Aerospace, produzindo aeronaves, mísseis, e componentes de veículos espaciais no mesmo local ao lado do campo Hook em Middletown.

A Aeronca Aircraft Corporation foi fundada em 11 de novembro de 1928 em Cincinnati, Ohio.

Bancada por suporte financeiro e político proeminente da família Taft e do futuro senador de Ohio Robert A. Taft que foi um dos diretores da empresa, a Aeronca foi a primeira a construir sucedidamente aeronaves para a aviação geral. Quando sua produção foi encerrada em 1951, a Aeronca havia vendido um total de 17.408 aeronaves em 55 modelos.

A produção começou com o Aeronca C-2 monoplano, também chamado de “Banheira Voadora”, em 1929. O próximo maior modelo foi o Aeronca Scout de 1937, um biposto, que foi desenvolvido para o Aeronca Chief e o Aeronca Super Chief do ano seguinte.

Em 1937 uma grande enchente destruiu a fabrica da Aeronca, onde foram perdidas os projetos e os desenhos dos modelos, fazendo com que a empresa mudasse de lugar para Middletown, de onde o primeiro modelo do novo lugar foi feito em 5 de junho de 1940.

O Aeronca L-3 Grasshopper do grupo de observação e ligação do United States Army Air Corps ou USAAC, (“Corpo Aéreo do Exército dos Estados Unidos” (em português)), foi usado na Segunda Guerra Mundial, esta aeronave deriva dos aviões pré-guerra da Aeronca Aircraft os modelos Aeronca Tandem e Aeronca Chief.

O Corpo Aéreo do Exército dos EUA (USAAC) utilizou, durante anos, o avião de ataque biplano convertido para missões de observação. Depois decidiu adotar uma aeronave maior e mais possante para tal propósito até que, no início dos anos 40, chegou à conclusão de que aviões leves civis, biposto, com mínimas adaptações, ofereciam vantagens consideravelmente maiores.

Estas aeronaves eram mais baratas para adquirir e operar e podiam voar tanto em missões de ligação quanto de observação. Além disso, eram muito ágeis e mais difíceis de serem vistas no céu, portanto, menos vulneráveis a defesas terrestres. Seu desempenho em pista curta era particularmente impressionante, tornando-as um ótimo recurso para os comandantes de forças terrestres.

Por isso mesmo, tanto a USSAC quanto sua sucessora, a Força Aérea do Exército dos EUA (USAAF), reuniram um grande número dessas aeronaves de diversos modelos. Todas se caracterizavam pela cabine fechada, asa alta com montantes, trem de pouso fixo com bequila de roda. O Aeronca Modelo 65 foi o mais comum; 1.740 foram adquiridos nas versões L-3 a L-3J.

Baixe a planta
Aeronca L-3 em PDF

Get new e-books by email:

More on digital marketing in our blog

See all posts