Toy Wing Modelismo em geral. Download de Plantas e Aeromodelismo.   

“Voar sem tirar os pés do chão”

No Comments

Sócio da empresa paulista Palmito Floresta, que faturou R$ 25 milhões em 2010, o empresário Khalil Hojeije, 31 anos, encontrou uma forma diferente de relaxar: pilotando aeromodelos em uma pista instalada na sede da companhia, em Juquiá, interior de São Paulo. “Dominar um objeto em voo exige sensibilidade e responsabilidade”, diz Hojeije. “Tento levar essas duas habilidades para a gestão da minha empresa.”

A paixão do empresário Khalil Hojeije por aeromodelos surgiu em 2009, quando seu irmão mais novo, Mohamad, ganhou de presente um pequeno helicóptero com controle remoto. “Fiquei fascinado pela novidade”, diz. “Nasceu ali a vontade de pilotar máquinas de brinquedo e ter a real sensação de voar.” Hoje  entrou cedo no mundo adulto: aos 15 anos, foi chamado pelo pai para ocupar uma vaga na empresa de alimentos da família, a Palmito Floresta. Catorze anos depois, assumiu a direção do empreendimento ao lado do irmão Hassan Hojeije. Desde então, encara jornadas de trabalho diárias de 12 horas. Mesmo assim, ainda arrumou tempo para fundar, em 2010, o Instituto Palmito Seguro, responsável por garantir a qualidade e a segurança de todos os palmitos produzidos no Brasil, por meio de um selo validado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

A dedicação ao negócio familiar não impediu que Hoje  revisitasse o antigo desejo de voar. Em 2009, inscreveu-se em uma série de cursos: queria aprender tudo o que pudesse sobre aeromodelismo. O passo seguinte foi construir uma pista de 150 metros de comprimento por 25 metros de largura nos fundos da empresa. “Dominar algo em voo exige muita sensibilidade e responsabilidade. Unir essas duas habilidades é algo que busco na minha vida, e também na gestão da minha empresa.” As manhãs de domingo são reservadas para as brincadeiras com os pequenos aviões. Se o tempo estiver bom, ele chama os amigos para assistirem a suas manobras no comando de um dos três aeromodelos de combustão estacionados na pista. “Não existe nada melhor do que voar com os pés no chão”, diz o empresário.

O QUE FALTA CONQUISTAR

Satisfeito com o desempenho da empresa, Hoje diz que sonha apenas em poder passar mais tempo ao lado dos seus aeromodelos. “Gostaria de popularizar o esporte em Juquiá, onde nasci”, afirma.

 

Fonte: PEGN  |  Por Patrícia Machado e Marisa Adán Gil

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 9 outros assinantes

No Comments

    Deixe uma resposta

    This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

    Aeromodelismo | Plantas | Dicas | Download